Brazilian Bass sabia tudo sobre esse novo Fenômeno da musica eletrônica

O brazilian bass é um estilo tendência no Brasil que nasceu através das raízes de diversas influencias musicais que tiveram com premissas o Bass House, Gangsta House, Deep House, Techno entre outros sub gêneros da musica eletrônica. Sendo assim, foi levantada a bandeira da cena com os heads de cada subgênero como Zegon, Alok , juntamente com uma manada de outros produtores de todos os pontos do brasil e se espalhando para o mundo.
A pegada de timbre mais conhecida é o do pessoal do Alok e cia que segue-se assim os pop starts Gustavo Mota, cat dealers, Gabriel boni, bhaskar, liu, shapeless, vintage culture liderando o estilo no país acompanhado com outros produtores underground que vem fazendo o estilo e as festas crescerem cada vez, levando então o estilo e a musica eletrônica no Brasil em outro patamar, tanto em desenvolvimento de mercado como mais investimentos para a indústria de eventos , artistas e gravadoras.
Em meados de 2014 e 2015 funda-se a UP CLUB liderada por alok, uma marca primeiramente composta como LABEL dando suporte aos artistas e ao desenvolvimento da cena underground, marca depois que vem se desenvolvido como festa , assim como a SOTRACKBOA do pessoal do vintage culture , fomentando a cena cada vez mais. Após essa explosão , festas como TRIBE, XXXPERIENCE, e festas focadas no publico A  , passaram a aderir também os produtos usufrutos da cena brazilian bass, levando a maior explosão de musica eletrônica de um gênero já visto, desde o PSYTRANCE em meados de 2012.

O que é esse brazilian bass POP e UNDEGROUND?

basicamente o brazilian bass é um estilo que utiliza muitos baixos na frente, ou seja, ao contrario do Techno , house, e outros estilos que prevaleciam as produções com apenas um SUB BASS ou 1 a 2 BASS(baixos) prevalecendo, o brazilian bass leva isso a outra patamar, utilizando diversos timbres de baixos e variações, com LFOs e outras técnicas.
além disso grande influencia do pessoal vem do psytrance, de utilizar vocais subliminares e agora na moda vocais em português e latin, juntamente com uma grande influencia de fx e timbres vindos do psy trance.
Para quem não sabe muito da galera que produz brazilian bass hoje veio do psytrance, ou tem o dedo de alguém do psy trance por mais estranho que soe.

Juarez Petrillo, pai do alok é dj e produtor de psy-trance, praticamente um hippie junt com sua mulher ekanta, mae de alok e bhaskar, que também é dj. Juntos com o pessoal da vagalume records, Gustavo manfroni, e todo o pessoal que ajudou a fomentar a cena em meados dos anos 2000, criaram o universo paralelo, além de o Juarez fazer parte do TRIO THE FIRST STONE, um famoso live de psytrance.
Sendo assim quando crianças , alok e bhaskar tinha um projeto, e um live de psytrance LOGICA, influencias as quais fizeram o alok criar o seu próprio sub gênero de brazilian bass o qual prevaleceu e explodiu, dando ao alok , apesar de outras pessoas também terem participado do movimento, o CRIADOR MESMO do brazilain bass que é que todo mundo ouve, apesar do brazilian bass também enquadrar outros ideais que não ficaram tão pop assim.
Sendo assim podemos falar que primeiramente ocorreu o movimento do psy trance, aonde toda essa galera nova de produtores de certa forma foi influencida pois foi nessa ascencao do psytrance que ocorreu grande parte da transferência de conhecimento aonde produtores internacionais vinham de israel e de outros cantos do mundo com maior desenvolvimento tecnológico e traziam esse conhecimento de áudio e masterizacao para os produtores, grande parte da galera do Universo Paralello, que foi o berço do aprendizado do alok, teve uma imensa influencia na formação dos produtores atuais, diretamente ou indiretamente.

O MAIN STREAM E A FOMENTAÇÃO

Com o crescimento da cena, todo o mercado em volta cresceu, aparecerem fenômenos como o de EAD online para aprendizado de técnicas do brazilian, sendo liderado por nomes como felipe senne , e alguns fenômenos próprios do youtube como juan mallada, produtor que acaba de lancar pela UP.

Por toda a cena de eventos, ainda acontece a preferencia por artistas como alok, vintage culture, Gabriel boni, que são marcas fortes hoje no mercado brasileiro. Com caches de de 20mil a 150mil reais a cena hoje vive algo que aconteceu com o sertanejo universitário. Vemos cantores como Luan Santana, desistirem da carreira pelo fim da bolha, e jovens como LIU se tornado prodígios do dia para a noite. Essa é a nova cena do brazilain bass, que revela nomes do dia pra noite, levando os artistas a outro patamar de eventos.

Recentemente aconteceu o grande interesse de artistas internacionais pelo brazilan bass aonde djs como tiesto se interessaram pela técnica , causando ate desavencas entre alok e deadmau5 aonde deadmau5 apesar de prodígio cita com um certo desdenho o outro prodígio alok que com humildade fez um vídeo ao deadmau5. Deadmau5 não entende que pra tudo existe um jeito no brazil e é por isso que é brazilian bass o poder de fazer com o que também já existe , algo novo e inovador causando hits como BYOB REMIX causarem explosão no mundo afora. Seria uma certa inveja de DEADMAU5?

ALGUNS ARTISTAS MAINSTRAIN

ALOK, VINTAGE CULTURE, LIU, GABRIEL BONI, CAT DEALERS,SEVENN, BHASKAR,ILLUIZIONISE,SHAPELESS,GUSTAVO MOTA, JORD,DAZZO,CHEMICAL SURF,LAZY BEAR,GROOVE DELIGHT,WOLF PLAYER, ALEX SENNA

OUTROS ARTISTAS

KVSH,KAMER ,KUBE,GENX,CHEMICAL DISCO, ISHIMARU,BRAZZA SQUAD, LUCAS CHADE, JUAN MALLADA,GUI2ZIN,2OWL,KAMER,PRINSH,FREY,NITRON,DUODISCO,DUB HALL,MALIK MUSTACHE,FUTURE CLASS,SELVA,BLAST B,AMNESIA,TOO LOW, BRUNO MATOS, ALEX SENNA,VELTREK, PETRIK,SKUWELL,WAVEBACK,KENSHIN,ICY SASAKY,PLASTIC ROBOTS, FLEX B,

Brazilian Bass sabia tudo sobre esse novo Fenômeno da musica eletrônica
5 (100%) 1 vote

Leave a Reply